Blog Dicas, tendências
e muitas novidades

Carnaval-no-Rio-de-Janeiro
0

Por
Em Dicas 18/02/2016

História do Carnaval

O feriado mais esperado do ano está chegando, mas muita gente que ama festejar e comemorar o carnaval não sabe o mínimo sobre a história dessa data que tira praticamente todas as cidades da rotina.

O carnaval, por incrível que pareça, não surgiu no Brasil, mas teve início há milhares de anos entre hebreus, romanos e gregos. Diferente do que a maioria imagina, não tinha samba e nem mulatas na avenida, nada de “ziriguidum” e “telecoteco”.

O que conhecemos como carnaval eram na verdade grandes festejos pagãos, cheios de comida e bebida, para comemorar colheitas e louvar divindades.

Mais tarde, na Idade Média, a Igreja decidiu incorporar as antigas festividades ao seu calendário. O Carnaval então passou a corresponder aos últimos dias antes das limitações impostas pela Quaresma (os famosos 40 dias sem carne até a Páscoa). Era a última chance de ter o prazer de um suculento bife antes das privações até a Sexta-feira Santa. A festa foi se desenvolvendo e, no século 13, começaram a surgir os bailes de máscara, principalmente na Itália. Eram as primeiras fantasias de Carnaval, totalmente restritas à nobreza.

No Brasil, o carnaval começou a ser festejado no século 17, quando escravos saiam nas ruas fazendo guerras de água, farinha e limões de cheiro. A festa só evoluiu no país no século 19, quando as nobreza, atiçada pelos europeus, entraram na brincadeira do Carnaval dentro de salões.

O carnaval como o conhecemos hoje, só começou a ganhar forma a partir de 1920, com a popularização do samba e das marchinhas, através de compositores como Braguinha, Haroldo Lobo e Lamartine Babo, que tornaram a festa num sucesso entre a população na década de 1920. É aí que entra um famoso personagem de nossa história: Getúlio Vargas. O então presidente percebe o apelo do ritmo e decide aproximá-lo ainda mais da população para torná-lo identidade nacional.

O estado passou a organizar o Carnaval, dando licença para os desfiles e investindo nas escolas de samba. Getúlio pegou a onda da consolidação do samba, aproximando sua política de construção do Estado Nacional das manifestações populares, o que fez com que o samba e o Carnaval crescessem.

Em 1984, foi criada no Rio de Janeiro a Passarela do Samba, ou Sambódromo, sob o mandato do ex-governador Leonel Brizola. A edificação passou a ser um dos principais símbolos do carnaval brasileiro e deu uma nova cara para o carnaval, que fortaleceu sua tradição

Deixe um comentário

2019 © HSI Incorporadora. Todos os direitos reservados.