Blog Dicas, tendências
e muitas novidades

gynn
0

Por
Em Dicas 18/02/2016

Goiânia: 80 anos de história!

Prestes a completar 80 anos de vida, nossa cidade é uma jovem que cresceu de forma adulta, se comparada as idades de outras capitais com mais de um milhão de habitantes. Goiânia, cidade de diversidade e cultura, traz consigo riqueza pela sua história e também pelos monumentos culturais espalhados pela cidade.

Muitos desses monumentos passam despercebidos por grande parte da população, porém, outros não menos importantes, são conhecidos e falam um pouco mais da nossa história, das nossas raízes e culturas!

Monumento Três raças: Escultura de 7 metros, que representa o negro, o branco e o índio, raças que formaram o povo goiano. Autora: Neusa Morais.

Monumento ao Bandeirante: escultura em bronze de 3,5 metros de altura. Retrata o bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva (o Anhanguera), em corpo inteiro, tendo nas mãos uma batéia e armado de bacamarte. Praça do Bandeirante – Setor Central – Av. Goiás c/ Av. Anhanguera.

Monumento à Paz: Obra do artista plástico Siron Franco é um monumento à paz mundial. Feita em forma de ampulheta, tem 5 metros de altura e pesa 50 toneladas. Ao centro, apresenta um espaço que contém terras provenientes de vários países. Bosque dos Buritis – Setor Oeste

Paineis Via Sacra: Painéis gigantes retratam a Via Sacra de Jesus Cristo.Autor: Omar Souto – Rodovia dos Romeiros, sentido Goiânia a Trindade.

Monumento à Câmara Filho: Monumento em homenagem ao jornalista Joaquim Câmara Filho, responsável pela criação do jornal “O Popular”, em meados de 1938. Busto de 65 centímetros de altura simboliza a memória do jornalismo goiano. Autor: Angeles Ktenas. Praça Câmara Filho – Setor Central, em frente ao Teatro Goiânia, no cruzamento das Avenidas Tocantins e Anhanguera.

Prédio Antiga estação ferroviária: O edifício possui na área interna principal murais de frei Nazareno Confaloni, introdutor do modernismo em Goiás, pintados em 1953. Durante mais de vinte anos serviu como estação ferroviária de Goiânia sendo desativada na década de 70. Em 1987, foi criado o Centro Estadual de Artesanato de Goiás, que passou a funcionar no prédio da Estação. Avenida Goiás com Avenida Independência, Praça do Trabalhador, Setor Norte Ferroviário.

Relógio da Avenida Goiás: O relógio foi inaugurado durante o Batismo Cultural de Goiânia, em 1942. O relógio apresenta desenhos geométricos, verticais, horizontais, diagonais, e sobre o mostrador um elemento vazado com curvas sinuosas. O “Relógio” é um dos mais antigos pontos de referência de Goiânia, além de símbolo importante da influência art déco na cidade. Canteiro da Avenida Goiás com Rua 2 – Setor Central.

Coreto Praça Cívica: O Coreto faz parte da história da construção de Goiânia, servindo de palco para manifestações artísticas, culturais e políticas. Foi inaugurado, oficialmente, por ocasião do Batismo Cultural da cidade, em 5 de julho de 1942. Conjunto arquitetônico da Praça. Cívica.

 

Deixe um comentário

2018 © HSI Incorporadora. Todos os direitos reservados.